Skip to content
Words Without Borders is one of the inaugural Whiting Literary Magazine Prize winners!
from the July 2016 issue

Invenção Efêmera

Este corpo
que nele me afiguro
e firmo minha existência
corpo feito de carne e de fome
de calcário e azeite
de seiva e delírio
de argila e sopro
de fibra de carbono e bosta.

Este corpo,
que não raro se deprime
e às vezes se arvora
de o suprassumo
de o fino da bossa
vitrine das próprias ilusões
que ao passar na rua
as pessoas consagram
com o mesmo nome
que minha mãe atribuiu
e o tabelião registrou
em seu bloco de notas.

Corpo
— cabeça tronco e membros —
pele vísceras sorriso e trejeitos —
que é todo ele
de material reciclado
e que minha mãe
mesmo 50 e tantos anos depois
continua reconhecendo
como o engendro que derivou
de seu embornal uterino
meu pai alimenta
uma cega certeza
de que algum dia já tenha
transitado em seus dutos
e meus filhos contemplam
sustentando crenças
absolutas.
Corpo que em breve
na sua inconstância
congênita não impedirá
que a essência se escape
feito os sumos das folhas
de álamo
já em fase senescente. 

Read more from the July 2016 issue
Like what you read? Help WWB bring you the best new writing from around the world.